HOMEPAGE QUEM SOMOS ASSOCIADOS CONTACTOS EVENTOS NOTÍCIAS LINKS Procurar    
23-05-2022
Comunicado Conjunto CPC AGEPOR

 

 O CPC e a AGEPOR querem que o Governo tome medidas concretas e imediatas para ajudar o sector exportador marítimo a vencer as dificuldades surgidas com os custos de descarbonização e energia, agravados pela inflação e pela guerra na Ucrânia.

 

Estas associações, representativas das maiores empresas deste sector, pretendem que:

 

 O PRR seja aplicável de forma relevante nas infraestruturas e acessibilidades portuárias.

 

 As taxas e resultados do exercício do sector portuário publico sejam aplicadas exclusivamente na sua modernização

 

 O governo incentive a navegação de cabotagem e a atração de novas linhas para dinamizar o sector.

 

 Concretize os investimentos previstos nos portos e no sistema portuário português ao nível das acessibilidades marítimas, dos terminais portuários, das interconexões sobretudo ferroviárias sejam uma realidade.

 

 

 O ambiente económico em que as empresas estão a operar não é, neste momento e no futuro previsível, um ambiente propício ao reforço da sua competitividade. Pelo contrário, os desafios que se avizinham apontam no sentido de um aumento considerável dos custos operacionais e de contexto, nomeadamente aqueles directamente relacionados com:

 

• Descarbonização:

o Impacto da iniciativa europeia “Fit for 55”

 

o Sujeição do transporte marítimo ao ETS com impacto negativo nos portos de transbordo (p.ex. Sines)

 

o Sujeição de navios a um rating a partir de Janeiro de 2023

 

o Necessidade (nalguns casos possível imposição) de fornecimento de energia elétrica nos portos a navios (cold ironing)

 

• Inflação:

o Aumento das taxas de juro e consequente agravamento do custo de capital dos navios

 

o Aumento do preço das matérias-primas

 

o Redução do poder de compra e consumo

 

o Maior atrito no crescimento das trocas comerciais

 

• Custo da energia / combustíveis:

o Aumento dos custos de operação dos navios e consequentemente dos adicionais dos fretes

 

o Redução do poder de compra e consumo

 

• Guerra na Europa:

o Escassez e consequente aumento do custo das matérias-primas

 

 Desta forma o desenvolvimento da economia nacional e a consequente criação de riqueza para o País impõe que a indústria, não só não perca a competitividade presente, como, na medida do possível, ainda a reforce, importando para isso que ao longo da cadeia e sistema logístico se encontrem os mecanismos de compensação para enfrentar os custos associados aos desafios atrás descritos. É também crucial considerar todas as ajudas possíveis aos inevitáveis investimentos que o acelerar da descarbonização da economia tornará necessários.

 

 Assim entendem a AGEPOR e o CPC que o Governo deveria fazer um esforço e responder de forma concreta às necessidades das empresas ajudando-as a conseguir ultrapassar as condicionantes acima referidas, tomando todas as medidas possíveis que mitiguem os seus efeitos, nomeadamente:

 

a) Que se tire o máximo partido do PRR nomeadamente aproveitando as verbas disponíveis para se financiarem os projectos que visam dotar os principais portos portugueses das facilidades de fornecimento de energia eléctrica aos navios (cold ironing), algo que nos parece caber dentro dos macro-objectivos do programa. E. ainda aproveitar o PRR para financiar projectos nos portos que já estejam amadurecidos e que apenas careçam de financiamento para se concretizarem. É a forma de Portugal aproveitar na plenitude o PRR com verdadeiro benefício para acompetitividade do país e da nossa economia.

 

b) Que exista uma política de incentivo à cabotagem que, concertadamente, através da desburocratização e simplificação de procedimentos (aumento de digitalização, menor intervenção das diversas Entidades, agilização de procedimentos alfandegários, TUP mais favorável, subsidiação de combustível – tipo gasóleo verde) permita a redução dos custos, tal como se conseguiu com os navios que vêm fazer bunkers a Lisboa.

 

c) Que exista uma verdadeira política de incentivos portuários que atraia novas linhas de navegação, maiores frequências e navios ambientalmente mais sustentáveis.

 

d) Que os investimentos previstos nos portos e no sistema portuário português ao nível das acessibilidades marítimas, dos terminais portuários, das interconexões sobretudo ferroviárias vejam a luz do dia e sejam uma realidade.

 

e) Que todas as receitas obtidas pelas taxas que directa ou indirectamente recaem sobre o transporte marítimo, carga e passageiros revertam na sua totalidade, em forma de investimentos na adequação / transformação / adaptação do objectivo pela qual foram criadas. Como exemplos a taxa de carbono e a taxa de resíduos.

 

f) Que os resultados económicos obtidos pelas Administrações Portuárias se destinem a ser aplicados na melhoria da competitividade dos portos ao invés de reverterem para o Orçamento Nacional.

 

g) Que se constitua um grupo de trabalho com a presença ao mais alto nível do Ministério das Infraestruturas e Habitação para promover, propor e coordenar uma panóplia de acções e medidas que tragam ganhos de competitividade efectiva a todo o sistema logístico e marítimo-portuário.

 

 

Lisboa, 19 de Maio de 2022

 

Link para o Comunicado em PDF: Comunicado


Destaques

23-05-2022
Comunicado Conjunto CPC AGEPOR


CPC e AGEPOR apelam à ação governativa


17-03-2022
Plano de Formação AGEPOR 2022
Venha conhecer o Novo Plano de Formação da AGEPOR para 2022!

17-01-2022
Sinais de Dinâmica e de Esperança
Comunicado de Ano Novo da Direcção Nacional da AGEPOR

15-11-2019
Discurso e Filme Jantar 100 Anos Associativismo Agentes de Navegação
Venha conhecer o discurso e o Filme projectado no Centenário do Associativismo da Classe dos Agentes de Navegação

01-10-2019
Livro FONASBA - 50 ANOS
A FONASBA está a celebrar os seus 50 Anos e convida todos a conhecer o seu percurso no Livro:

FONASBA, THE FIRST FIFTY

25-05-2018
Política Protecção de dados AGEPOR
Conheça a Política de Protecção de dados da AGEPOR

Eventos

03-10-2022
Curso Liderança e Negociação
Encontram-se abertas as inscrições para o curso de Liderança e Negociação a ter lugar entre 3 e 6 de outubro 2022.

22-09-2022
CONGRESSO AGEPOR 2022
" O Mar é Tudo".

29-07-2022
Formação em Inglês e Espanhol
Encontram-se abertas as inscrições para os cursos de Inglês e Espanhol direccionados para a vertente de escritório


19-04-2022
Curso Excel Power B.I.
Venha conhecer a melhor ferramenta para tratamento de dados!

Excel Power B.I.

09-11-2021
Workshop em Bill of Lading
A AGEPOR lança mais uma edição do Worksop em Bill of Lading. 

Participe!

20-10-2021
IMDG 9ª Edição
Não perca a 9ª edição do curso de IMDG a ter lugar em Lisboa e Leixões.

27-09-2021
Workshop em Código IMSBC
Participe no nosso Workshop em Código IMSBC a ter lugar em Lisboa e Leixões.

09-09-2021
Workshop Procedimentos Aduaneiros
A AGEPOR retoma a formação em Procedimentos aduaneiros.

Inscreva-se Já!


08-09-2021
Worshop INCOTERMS
Venha conhecer as principais terminologias do Shipping.

Inscreva-se no nosso Workshop em Incoterms

01-03-2021
Plano de Formação AGEPOR 2021
Venha descobrir as formações que a AGEPOR preparou para si!

Conheça o Plano de Formação 2021




Politica de privacidade   |   Contactos   |     2013 Agepor - Todos os direitos reservados

Fechar